quarta-feira, julho 26, 2017

Planejamento Urbano em Ilhéus: Posso discordar?

FOTO DE JOSÉ NAZAL



Discordar por discordar, e meter o pau em tudo é uma coisa, mas refletir o modelo de desenvolvimento para Ilhéus é uma necessidade tardia. Carecemos de planejamento estratégico e tropeçamos historicamente. Plano Diretor é coisa séria, da ordem do dia, e só tem serventia se posto em prática. Vejo que os primeiros sinais de urbanização de uma futura "região metropolitana" não são bons. Saudamos as novas moradias, apesar do projeto arquitetônico lamentável, estranho mesmo ao gosto do povo de ter seu pedaço de chão (lote individual) nesse mundo de terra (espaço não é nosso problema). Saudamos também o novo hospital, apesar do projeto arquitetônico frouxo - feio. Mas o que preocupa é o aglomerado que surge. O resultado da falta de um planejamento do espaço é um hospital "de referência" separado de um loteamento apertado e sem área de lazer, por uma cerca, e ao lado de uma central de tratamento de esgoto que exala mal cheiro. Na imagem vemos a demarcação de desapropriação de uma área "para a futura ampliação do hospital". Me permita discordar desse acimentado sem árvores... Acredito Zé, que esse é o momento decisivo de reunir, refletir e definir em lei, qual o projeto de planejamento urbano que pretendemos consagrar no município de Ilhéus.

Parque Municipal da Boa Esperança

SÉRIE ESPECIAL 1
SE TEM FISCAL TEM PARQUE

   O Parque Municipal da Boa Esperança, área com com 473 hectares localizados em área continua à zona urbana e industrial de Ilhéus é uma relíquia que ainda não foi devidamente valorizada. A área é protegida por mais de cem anos, e possui um valor botânico que a maioria desconhece, e subestima. Ainda que hoje seja um elefante branco para a economia, e uma unidade de conservação cheio de problemas, assim que todos reconheçam suas riquezas virá a ser um dos locais mais visitados da cidade de Ilhéus. O que podemos comemorar hoje é a solidificação de uma guarda florestal atuante. A simples presença do fiscal faz com que o parque exista para a população. os fiscais e os amigos do parque são os primeiros elementos da identidade de uma área natural protegida, vivenciada em seu cotidiano. Por isso saudamos aqui a equipe de Guarda Parque, esses verdadeiros heróis anônimos, funcionários públicos que fazem grande esforço para manter viva a missão da fiscalização e da educação ambiental com muito pouco recurso.

Fiscal Moura é um dos guardas mais antigos.
Missão dos fiscais precisa ser valorizada.
Fiscal Nunes no comando das operações regulares que acontecem no parque.
 




  

Ilhéus e os cacos da cidade histórica destruída

O leão de mármore carrara que restou é símbolo da "Princesinha do Sul", a cidade destruída.
A histórica Ilhéus, símbolo do progresso no nascimento do Brasil, viveu três séculos de decadência até encontrar seu caminho de desenvolvimento. Sob o símbolo da imigração e do vigor da lavoura do cacau nós construímos umas das cidades mais belas da América do Sul. Mas destruímos tudo na segunda metade do século XX. A princesinha do Sul agoniza, e é já dada como morta, vivendo apenas de Jorge Amado, d patrimônio da igreja Católica, o Vesúvio e um dos mais belos acervos fotográficos que uma cidade possa ter, e que nos serve de consolo. 

domingo, julho 09, 2017

Ramon Vane: A Voz e Saudades de um Gênio.



São muitas as histórias de Ramon, e uma vida pela frente para resgatá-las. Por enquanto, a saudade da perda de um grande artista, e alguém cheio de irreverencia entre a arte e a realidade, os tribunais e os palcos, o professor e o louco... Uma coisa Ramon me ensinou, e essa coisa fala como um homem tão pequeno, franzino e frágil pode ter tanta força, identidade, voracidade!

No sul da Bahia, depois da seca histórica, agora chove sem parar.

Imagem de Climatempo.com
O clima no sul da Bahia tem vivido picos de seco e molhado. Primeiro fechamos um ano sem chuvas, surpreendendo até os mais experientes. Já vislumbrando faltar de beber na Terra das Águas, a EMBASA correu com obras para usar a água do Parque Municipal da Boa Esperança, uma decisão polêmica e que merece uma reflexão. Mas o assunto aqui é o nosso clima, que depois de nada de água, agora é um "chove chuva, chove sem parar". O espetáculo da chuva serena sob os raios de luz da Terra do Sol está espetacular, há vibração na mata, mas quando vai estiar? Por enquanto, mais uma semana de sol e chuva.

DEPOIS DE MAIS DE 500 REPORTAGENS, ACORDA MEU POVO DEU UM DESCANSO, VOLTANDO AGORA PARA UM BALANÇO GERAL EM UMA SÉRIE DE REPORTAGENS PARA RECORDAR, RESGATAR E REFLETIR OS PRINCIPAIS PROBLEMAS E PRINCIPAIS VALORES DO SUL DA BAHIA. PRESTIGIE!